Viagens na Minha Terra: Resumo Por Capítulo

Paráfrase da obra de Almeida Garret

Capítulo 23

Carlos havia decidido comparecer ao encontro com Joaninha e visitar sua avó, mas durante o longo dia não deixou de questionar sua decisão. Ficou pensando no motivo que cegara D. Francisca, relembrou então o porquê de ter deixado a casa, os mistérios entre Frei Dinis e a velha, desistiu da resolução anterior e concluiu que não queria voltar àquele lugar.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Passou a pensar em Joaninha, o que ele falaria para ela? Ele não queria trazer confusão à cabeça da jovem, contando tudo o que sabia sobre a família. Tomou nova resolução “Veremos!”, “grande resolução que se toma nas grandes dificuldades da vida”, segundo o autor.

Mas o dia teimava em não acabar e Carlos deixava seus pensamentos fluírem. Surge então a revelação de que ele era do tipo poeta, e é feita a transcrição de uma de suas poesias, sem métrica nem rima, em que compara os olhos azuis de Georgina (sua mulher), negros de Soledade (outra amante sua), e verdes de Joaninha.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em seguida o autor faz breves comentários irônicos em crítica à escola romântica.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Anterior Índice Próximo

Baixar eBook (R$9,90)

O que achou do resumo?
Ficou com alguma dúvida?
Qual a sua interpretação do texto?
Deixe seu comentário no final desta página ;)

Adquira os eBooks para
ter acesso total ao conteúdo
e contribua com nosso trabalho ;)

Clique aqui para
visitar nossa Livraria Virtual