Terra Sonâmbula: Resumo Por Capítulo

Paráfrase da obra de Mia Couto

Nono capítulo – MIRAGENS DA SOLIDÃO

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Muidinga se lembra do que Tuahir havia lhe falado, que todos ficaram sós com a guerra que tomou conta do país, e se entristece. Ele tem uma ideia e a propõe ao velho: eles iriam brincar que eram Kindzu e seu pai, Taímo. Tuahir refutou o jogo, dizendo que não se deveria mexer com os mortos. Muidinga insistiu, dizendo que brincariam com respeito, e o chamou de pai. O velho entrou na brincadeira, chamando o companheiro de Kindzu.

Os dois dialogam como se fossem os personagens do escrito, indagam pelo destino de Gaspar e compartilham sofrimentos. Muidinga começa a se incomodar com a troca de papéis, sentindo-se injustiçado por ter de cuidar do seu pai quando era ele quem mais precisava de cuidados. O garoto chama Tuahir de tio e o velho questiona por que não o chamava de pai. Muidinga chora e recebe o carinho do velho em sua cabeça.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Olhando nos olhos de Tuahir, o menino enxergou uma bondade que ele nunca havia demonstrado: o velho dizia ter medo de exibir seu coração infantil. Muidinga sentiu que pela primeira vez tinha um pai. Tuahir passou a dar risadas e fazer palhaçadas para divertir Muidinga e revelou que tudo o que ele podia ensinar era como ser criança para sempre.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Anterior Índice Próximo

Baixar eBook (R$9,90)

O que achou do resumo?
Ficou com alguma dúvida?
Qual a sua interpretação do texto?
Deixe seu comentário no final desta página 😉

Adquira os eBooks para
ter acesso total ao conteúdo
e contribua com nosso trabalho ;)

Clique aqui para
visitar nossa Livraria Virtual