Senhora: Resumo Por Capítulo

Paráfrase da obra de José de Alencar

Parte 4 – Resgate: Capítulo 5

Com certo alvoroço, Aurélia foi levada por Seixas ao seu toucador, deitada no sofá. Vinham médicos, amigas e curiosos para acudí-la quando a jovem reanimou-se e pediu apenas que a deixassem a sós com seu marido. Alguns consideravam que a valsa fora uma imprudência, outros achavam que se tratava apenas de um fingimento romântico.

Baixar eBooks

Enquanto recuperava os sentidos, Aurélia mantinha a mão junto à de Fernando, que preocupava-se que alguém entrasse no recinto e os surpreendesse. Aurélia, no entanto, iniciou um discurso em que dizia desprezar a opinião pública e que não permitiria que lhe roubassem o marido, pelo qual pagou tão caro.

Fernando levantou-se, irritado: os movimentos da valsa haviam feito com que ele se fascinasse novamente por aquela mulher, mas agora percebia que tudo não passava de um teatro de Aurélia, que o insultava novamente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Após mais um diálogo irônico do casal, Aurélia se recompôs e voltou ao salão, pedindo que dançassem mais uma valsa. Agora, entretanto, valsaram sem o embalo de seus corações, mas apenas mecanicamente. Os convidados censuravam a dona da casa, dizendo que se arriscava com mais uma dança.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Anterior Índice Próximo

O que achou do resumo?
Ficou com alguma dúvida?
Qual a sua interpretação do texto?
Deixe seu comentário no final desta página ;)

Adquira os eBooks para
ter acesso total ao conteúdo
e contribua com nosso trabalho ;)

Clique aqui para
visitar nossa Livraria Virtual