Senhora: Resumo Por Capítulo

Paráfrase da obra de José de Alencar

Parte 4 – Resgate: Capítulo 3

Aurélia organizava suntuosos bailes em sua residência. Ela não permitia que o público se desanimasse: se o salão se esvaziava ela logo chamava pela “quadrilha dos casados”, que era como uma exigência para que os maridos e suas mulheres dançassem.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Nessas noites surgia Eduardo Abreu, que era tomado por Aurélia para dançar e dar voltas entre os convivas. Alfredo Moreira, observando o par, fazia comentários maldosos, lembrando de quando o jovem fora apaixonado pela dama e imaginando que agora ela, mesmo casada, recebia aquele amor.

Fernando Seixas ouviu a conversa maldosa e reparou na união de Aurélia e Eduardo, chegando à conclusão que ela talvez o amasse. Em seguida ficou absorto em seus pensamentos, até que a própria Aurélia surgiu, lhe chamando para o baile.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O diálogo do casal, como sempre, era recheado de ironias, com Seixas se dizendo escravo da senhora. Aurélia, entretanto, concluiu que poderiam parar de se ferir mutuamente, eram apenas marido e mulher. Em seguida, entregou seu marido a Adelaide Ribeiro, para uma contradança, dizendo que o libertava. Seixas disse que rejeitava tal liberdade, mas não diria o motivo, deixando Aurélia curiosa. Assim que pôde, Fernando entregou Adelaide a outro cavalheiro.

Baixar eBook

Anterior Índice Próximo

O que achou do resumo?
Ficou com alguma dúvida?
Qual a sua interpretação do texto?
Deixe seu comentário no final desta página ;)

Adquira os eBooks para
ter acesso total ao conteúdo
e contribua com nosso trabalho ;)

Clique aqui para
visitar nossa Livraria Virtual