O Cortiço: Resumo Por Capítulo

Paráfrase da obra de Aluísio Azevedo

Capítulo 19

Passados alguns dias o cortiço já estava em obras. Havia grande movimento, mas a rotina pouco mudara. Além de reconstruir casas, João Romão também decidiu reformar seu armazém, erguendo um sobrado mais alto que o de Miranda. E para isso já não economizava, ele estava mudado, valorizava o luxo. Tanto que pouco permanecia na estalagem: agora aplicava em ações da bolsa, tinha amigos barões, frequentava cafés chiques.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Miranda e o velho Botelho acompanhavam os avanços do São Romão diariamente, admirados. E se perguntavam como podia um homem de tanta atitude e status manter o relacionamento com uma preta como Bertoleza. Mas a verdade era que o relacionamento nem existia.

Bertoleza percebia dia a dia o distanciamento de seu amigo. Ele mal a procurava, e quando o fazia era com repugnância. Ela percebia o perfume de cocotes em suas roupas, a mudança do comportamento, mas ainda o admirava. Bertoleza já não esperava amor, mas ao menos um apoio para viver sua velhice que logo chegaria, afinal, desgastava-se muito, trabalhando todos os dias, o dia todo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Botelho procurou João Romão para dar-lhe uma boa nova: poderia pedir a mão de Zulmira com certeza de sucesso, Miranda já havia aprovado a união. Restava resolver-se com Bertoleza, que ouviu a conversa e não pôde segurar suas lágrimas.

Enquanto isso Jerônimo estava empregado em outra pedreira e vivia com Rita Baiana em outra estalagem. Lá se entregara definitivamente à cultura brasileira, aos costumes, aos modos: viciou-se nas bebidas, nas danças, já não sabia mais economizar. Viviam felizes, de amor, o casal.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Piedade, por outro lado, só piorara. Enfraquecia-se física e mentalmente. Emagreceu muito e descobriu nas bebidas a fuga de sua tristeza. Seu único contentamento era sua filha, que aos domingos saía da escola e ficava com a mãe. Os vizinhos a elegeram a nova Pombinha, agora sobre o nome de Senhorinha, tal era a admiração que tinham por ela.

Um dia Senhorinha chegou para sua mãe com uma carta do colégio informando que há seis meses não era feito o pagamento. Indignada, Piedade foi até a casa de Jerônimo e lá se encontraram as duas figuras, desgastadas, e um sopro de esperança passou pelo coração da portuguesa quando ele a olhou com certo remorso e tocou-lhe o corpo. Mas Jerônimo sabia o que queria: apenas lamentou não poder mais pagar o colégio da filha e voltou aos braços de Rita.

Anterior Índice Próximo

Baixar eBook (R$9,90)

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O que achou do resumo?
Ficou com alguma dúvida?
Qual a sua interpretação do texto?
Deixe seu comentário no final desta página ;)

Adquira os eBooks para
ter acesso total ao conteúdo
e contribua com nosso trabalho ;)

Clique aqui para
visitar nossa Livraria Virtual