Caminhos Cruzados: Resumo Por Capítulo

Paráfrase da obra de Erico Verissimo, por Bruno Alves

ATENÇÃO: A experiência artística da leitura literária é única e pessoal: sempre que puder, entre em contato com os textos originais para compreender os livros em sua essência.

TERÇA-FEIRA

Capítulo 65

Incomodado com a ascensão social de Zé Maria Pedrosa, Leitão Leiria idealiza, em seu escritório, um artigo de jornal ou um discurso em que faz um apelo à tradição familiar baseada em honra e nobreza, não somente em quanto dinheiro uma pessoa tem. Ele imagina formas de agir contra o novo-rico: quem sabe escrever uma carta anônima ao Monsenhor denunciando o caso extraconjugal de Zé Maria, ou escrevê-la à sua mulher…

Ao pensar no Monsenhor, lembra-se da promessa de arranjar um emprego para uma de suas protegidas. Para isso ele teria que demitir Fernanda, já que a situação econômica não é das melhores, mas não há qualquer motivo para fazê-lo. A não ser a suspeita de que a garota lê livros comunistas.

Leitão Leiria chama Fernanda a sua sala e, de maneira muito atrapalhada, insinua que ela seja comunista. A garota percebe a intenção do patrão e encerra a conversa dizendo que sequer demiti-la, não há problemas. O chefe oferece um salário adiantado e somente quinze dias trabalhados para que ela arranje outro emprego.

Anterior Índice Próximo
error: Compre nossos ebook, a partir de R$9,90, para ter acesso aos textos com a opção copiar/colar habilitada ;)