Caminhos Cruzados: Resumo Por Capítulo

Paráfrase da obra de Erico Verissimo, por Bruno Alves

ATENÇÃO: A experiência artística da leitura literária é única e pessoal: sempre que puder, entre em contato com os textos originais para compreender os livros em sua essência.

TERÇA-FEIRA

Capítulo 59

Com a testa encostada sobre a janela fria, Noel observa a chuva sobre o jardim, os coelhinhos encolhidos em suas casinhas. O cinza do dia não o inspira a escrever, nem a ler. Mesmo a música pouco o anima. Refugia-se nas lembranças da infância com Tia Angé.

Ao pensar em Fernanda, imagina-a no trabalho a escrever cartas enfadonhas. Segundo a garota, no entanto, o tempo livre que ela tem após um dia inteiro no escritório ganha muito mais valor, os livros passam a ter mais sabor.

Noel observa seu quarto repleto de discos, livros, cartazes de grandes artistas. Percebe que está na hora de sair desse mundo de isolamento, de contato com mortos, para mergulhar na realidade dos vivos: trabalhar, atender aos desejos de sua carne, entregar-se à paixão que sente por Fernanda.

Anterior Índice Próximo
error: Compre nossos ebook, a partir de R$9,90, para ter acesso aos textos com a opção copiar/colar habilitada ;)