Caminhos Cruzados: Resumo Por Capítulo

Paráfrase da obra de Erico Verissimo, por Bruno Alves

ATENÇÃO: A experiência artística da leitura literária é única e pessoal: sempre que puder, entre em contato com os textos originais para compreender os livros em sua essência.

SEGUNDA-FEIRA

Capítulo 50

A ostentação permeia toda a festa dos Pedrosa: taças de cristal servem champanhe; amontoados de lanches, croquetes e um grande peru ocupam os pratos; doces coloridos e enfeitados cobrem uma mesa. Casais dançam, convidados interagem.

Zé Maria pensa na inveja que faria em Madruga, caso ele estivesse ali. Dr. Arménio adula o dono da casa, estranhando seus modos rudes, e sai a procurar por Vera. D. Maria Luísa fica sentada num canto, procurando isolar-se daquela cena: apesar do enriquecimento, ela ainda se sente parte da pobreza, tem saudade da simplicidade de Jacarecanga.

Chinita e Salú dançam apertados. O rapaz planeja levá-la para um passeio no parque: lá, algo há de acontecer! A garota se compromete a encontrá-lo mais tarde.

Leitão Leiria e D. Dódó são efusivamente recepcionados por Zé Maria. As extravagâncias e falta de modos do novo rico irritam o casal que, no entanto, dissimula contentamento com a situação.

Anterior Índice Próximo
error: Compre nossos ebook, a partir de R$9,90, para ter acesso aos textos com a opção copiar/colar habilitada ;)