Caminhos Cruzados: Resumo Por Capítulo

Paráfrase da obra de Erico Verissimo, por Bruno Alves

ATENÇÃO: A experiência artística da leitura literária é única e pessoal: sempre que puder, entre em contato com os textos originais para compreender os livros em sua essência.

SEGUNDA-FEIRA

Capítulo 37

João Benévolo caminha pela cidade na manhã clara da segunda-feira. Lembra-se de suas brincadeiras de infância, seus amigos, seus livros. Agora sua preocupação deve ser outra: procurar emprego nos jornais, encontrar conhecidos, sentar nos bancos da praça… O troco de Ponciano pesa em seu bolso: imagina-se tendo dinheiro o suficiente para devolver-lhe o ”favor”, se sentiria um herói.

Essa sede de heroísmo fez com que João se casasse: sempre via Laurentina triste à janela, cumprimentava-a, soube ser uma órfã sendo forçada a se casar com um homem indesejado, a “mocinha” perfeita. Enviou-lhe cartas românticas, conquistou seu coração.

Ao passar em frente à livraria é atraído por um exemplar de “A Ilha do Tesouro”. O troco em seu bolso seria o suficiente, mas há gastos mais importantes. Afasta-se da vitrine, mas retorna – “um homem precisa de distrações”. Entra na loja assobiando Carnaval de Veneza.

Anterior Índice Próximo
error: Compre nossos ebook, a partir de R$9,90, para ter acesso aos textos com a opção copiar/colar habilitada ;)