Caminhos Cruzados: Resumo Por Capítulo

Paráfrase da obra de Erico Verissimo, por Bruno Alves

SÁBADO

Capítulo 10

D. Dodó entrou na casa sombria e malcheirosa em que vivia o doente. A mulher dele, magra e tristonha, recebe a gorducha com indiferença. Após confirmar a informação da doença do marido e dos dois garotos que tinham para cuidar, a madame deixa vinte mil réis na mesa da sala, acompanhada de palavras evangélicas e pensamentos um tanto egocêntricos – imagina o que os jornais poderiam falar de sua bondosa atitude. A mulher do doente não exibe qualquer contentamento com a ajuda: aquele dinheiro será rapidamente gasto na farmácia.

Baixar eBooks

Para completar a visita, D. Dodó pede para ver Maximiliano, arrependendo-se imediatamente, pois lembra-se da tuberculose, que é transmissível. Dá ao homem algum consolo religioso, no qual ele já não tem fé, e sai rapidamente.

Após informar que é a presidente da Sociedade das Damas Piedosas e que mandará levarem o doente a um hospital, D. Dodó se retira, lançando algumas moedas aos filhos da família. De volta ao seu carro, satisfeita com a própria caridade, pede ao motorista que ligue o rádio e lembra-se de seu próximo compromisso: organizar o chá-dançante no Bar Metrópole, que será em benefício do Asilo Santa Teresinha.

Gostou desse resumo?
Ficou com alguma dúvida?
Deseja contribuir com alguma informação adicional?
Deixe seu comentário no final desta página 😉

Anterior Índice Próximo

Baixar eBook
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
error: Se interessou em nosso trabalho? Adquira nossos eBooks: para baixar, imprimir e ler quando quiser.