Caminhos Cruzados: Resumo Por Capítulo

Paráfrase da obra de Erico Verissimo, por Bruno Alves

ATENÇÃO: A experiência artística da leitura literária é única e pessoal: sempre que puder, entre em contato com os textos originais para compreender os livros em sua essência.

DOMINGO

Capítulo 26

Na casa de João Benévolo se acorda tarde: por economia, não há café da manhã. Laurentina está deitada, mas acordada, pensando em todos os credores a quem devem. João está em Paris, como D’Artagnan, herói que o livra do mundo real.

Benévolo esforçava-se muito para trabalhar as oito horas por dia que lhe garantiam um serão noturno com seus queridos romances. Mas um dia, com a loja cheia, inventou de chamar uma cliente de princesa, inspirado numa história que havia lido. O gerente relatou tudo a Leitão Leiria, que não aceitou o comportamento indigno de seu funcionário.

Lauentina chora ao pensar na vida que deixou ao casar-se com João. Ele, sem saber como consolá-la, divaga imaginando-se em situações gloriosas que o salvariam daquele aperto.

Napoleãozinho aparece, reclamando de dores na barriga. Tina pede que o marido vá à farmácia, mas João vacila ao lembrar-se do dinheiro deixado por Ponciano. Apesar da resistência, cede à necessidade de seu filho, prometendo que só vai usar o necessário para o remédio: o restante seria devolvido assim que possível.

Anterior Índice Próximo
error: Compre nossos ebook, a partir de R$9,90, para ter acesso aos textos com a opção copiar/colar habilitada ;)