Caminhos Cruzados: Resumo Por Capítulo

Paráfrase da obra de Erico Verissimo, por Bruno Alves

ATENÇÃO: A experiência artística da leitura literária é única e pessoal: sempre que puder, entre em contato com os textos originais para compreender os livros em sua essência.

DOMINGO

Capítulo 23

O dia começa ensolarado, conforme Clarimundo o vê pela janela. Na vizinhança, o movimento costumeiro das mesas de café sendo postas e dos gramofones prestes a tocar – Clarimundo se revolta e sai da janela.

Um rapaz do restaurante, cujo nome Clarimundo não faz questão de decorar, leva o café da manhã para o professor e é por ele interrogado sobre um conhecimento básico: a lei da gravidade. Observando a ignorância do rapaz sobre o tema, Clarimundo se questiona como seus romances poderiam ser lidos por pessoas que não têm mínimas noções de física. Ele também não se conforma que as pessoas usem das mais recentes tecnologias – como o gramofone – sem qualquer conhecimento científico sobre seu funcionamento.

Em seu quarto, o professor contempla religiosamente o retrato de Einstein pendurado na parede e se esquece do café na mesa.

Anterior Índice Próximo
error: Compre nossos ebook, a partir de R$9,90, para ter acesso aos textos com a opção copiar/colar habilitada ;)