Brás, Bexiga e Barra Funda: Resumo Por Capítulo

Paráfrase da obra de Alcântara Machado

Artigo de Fundo

A “Redação” conceitua “Brás, Bexiga e Barra Funda” não como um livro, mas como um jornal: por isso seu prefácio é um “Artigo de Fundo” e os contos são, na realidade, notícias.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Este jornal se declara o órgão dos ítalo-brasileiros de São Paulo: os novos mamelucos. Os primeiros mamelucos eram o cruzamento da raça portuguesa e indígena; os segundos mamelucos surgiram do cruzamento com os negros; e os novos mamelucos resultavam da imigração de raças europeias – entre elas, os italianos, personagens deste jornal.

“Brás, Bexiga e Barra Funda” não pretende defender uma ideologia, nem discutir ou aprofundar temas, mas apenas registrar fatos da vida cotidiana, também sem se considerar uma sátira.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Índice Próximo

Baixar eBook (R$9,90)

O que achou do resumo?
Ficou com alguma dúvida?
Qual a sua interpretação do texto?
Deixe seu comentário no final desta página ;)

Adquira os eBooks para
ter acesso total ao conteúdo
e contribua com nosso trabalho ;)

Clique aqui para
visitar nossa Livraria Virtual