Brás, Bexiga e Barra Funda: Resumo Por Capítulo

Paráfrase da obra de Alcântara Machado

Armazém Progresso de São Paulo

Natale era o dono do Armazém Progresso de São Paulo, que anunciava vender de tudo e garantia um conto de réis a quem provasse o contrário. O filho de um doutor sempre brincava pedindo qualquer coisa inventada para pedir a “recompensa” prometida e Natale dizia que o anúncio era só “para tapear os trouxas”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Trabalhando sem parar, Natale e sua mulher, Dona Bianca, já haviam ampliado o negócio de uma para quatro portas. O comerciante observava a padaria do português, que lhe devia dinheiro e estava em crise, e imaginava que iria comprar suas cebolas quando ele falisse.

Dona Bianca chama o marido para dentro e lhe conta que ouviu o mulato que trabalha no Abastecimento falar sobre o futuro aumento no preço da cebola, por conta de uma crise. Natale confirma a história com o mulato e decide cobrar a dívida do português em cebolas, antes que ela se valorize.

Dona Bianca vai dormir sonhando viver em um palacete na Av. Paulista.

Baixar eBooks

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Anterior Índice Próximo

Baixar eBook (R$9,90)

O que achou do resumo?
Ficou com alguma dúvida?
Qual a sua interpretação do texto?
Deixe seu comentário no final desta página ;)

Adquira os eBooks para
ter acesso total ao conteúdo
e contribua com nosso trabalho ;)

Clique aqui para
visitar nossa Livraria Virtual