Auto da Compadecida: Resumo Por Capítulo

Paráfrase da obra de Ariano Suassuna

TERCEIRO ATO

Cena 16

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No céu reúnem-se todos os mortos, na companhia de um demônio que pretende levá-los ao inferno e os apresenta o Encourado, figura que representa o diabo na tradição nordestina. O Grilo, Severino e o padre apelam para Jesus, que surge propondo um julgamento justo. Cristo é apresentado como um homem negro com o nome de Manuel.

O Encourado lista todas as acusações: ao padre, ao bispo e ao sacristão por utilizarem do cargo eclesiástico para ganhar dinheiro; ao padeiro e sua mulher por serem maus patrões; aos cangaceiros por serem cruéis assassinos; a João Grilo por viver de enganar os outros.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

João pede a intercessão de Nossa Senhora, a Compadecida, que defende o padeiro e sua mulher, por terem morrido abraçados, assim como o padre, o bispo e o sacristão, por terem cumprido seus deveres de absolver a todos antes da morte. Jesus manda os cinco ao purgatório e salva as almas do cangaceiro e de seu ajudante, que estavam agindo como instrumento da cólera demoníaca, por terem suas famílias mortas pela polícia.

Quando a João Grilo, a Compadecida pede a Jesus que permita o seu retorno ao mundo, onde teria uma nova oportunidade de viver corretamente. Jesus faz essa concessão após desafiar João a lhe fazer uma pergunta que ele não possa responder: Grilo questiona quando ele, Cristo, voltará a Terra, e consegue então sua nova chance.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O palhaço entra no palco para alterar o cenário mais uma vez e carrega com Chicó o corpo de João Grilo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Anterior Índice Próximo

Baixar eBook (R$9,90)

O que achou do resumo?
Ficou com alguma dúvida?
Qual a sua interpretação do texto?
Deixe seu comentário no final desta página ;)

Adquira os eBooks para
ter acesso total ao conteúdo
e contribua com nosso trabalho ;)

Clique aqui para
visitar nossa Livraria Virtual