A Escrava Isaura: Resumo Por Capítulo

Paráfrase da obra de Bernardo Guimarães

Capítulo 2

Chegam à fazenda dois cavaleiros: Leôncio, marido de Malvina, e Henrique, seu cunhado, que veio visitar a irmã.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leôncio era filho único do comendador Almeida, proprietário da fazenda, que vivia na Corte. Desde jovem revelou-se insubordinado, preguiçoso com os estudos e devasso: passou nos exames escolares por influência de seu pai, foi ao nordeste e a Paris para estudar, mas não concluiu nenhum curso e, por fim, casou-se como meio de manter-se rico.

Pouco após o casamento de Leôncio, sua mãe faleceu. A velha senhora, sentida por não ter gerado uma filha, adotara a filha de uma escrava, que nascera branca: Isaura. A mãe de Isaura, que era perseguida pela libidinagem do comendador Almeida, engravidou do feitor da fazenda e, logo após dar à luz, foi maltratada por seu proprietário a ponto de falecer. Assim a pequena fora criada e bem educada pela senhora da fazenda, que não queria dar-lhe a liberdade por temer a perda de sua agradável companhia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Antes de morrer, a mãe de Leôncio confidenciou à sua nora que gostaria que Isaura fosse liberta após sua morte e Malvina prometeu cumprir seu desejo.

Baixar eBooks

Anterior Índice Próximo

Baixar eBook (R$9,90)

O que achou do resumo?
Ficou com alguma dúvida?
Qual a sua interpretação do texto?
Deixe seu comentário no final desta página ;)

Adquira os eBooks para
ter acesso total ao conteúdo
e contribua com nosso trabalho ;)

Clique aqui para
visitar nossa Livraria Virtual