A Escrava Isaura: Resumo Por Capítulo

Paráfrase da obra de Bernardo Guimarães

Capítulo 12

Elvira era Isaura. Anselmo era Miguel. O antigo feitor tentara articular meios jurídicos para libertar sua filha, mas fora desorientado a fazê-lo por advogados experientes: a justiça não se meteria em assuntos de famílias ricas. Assim, ele investiu todo o dinheiro que havia juntado para uma fuga ao norte, onde se estabeleceu com muita discrição.

Baixar eBooks

Isaura gozava de relativa tranquilidade, longe do senhor que ameaçava sua segurança, até que conheceu Álvaro: seu coração foi arrebatado no mesmo instante. Na ocasião em que o cavalheiro fez o convite para o baile, ela sentiu o peso da mentira que estava vivendo: sua consciência a culpava por apresentar-se àquele homem tão amável com um nome falso, escondendo sua miserável origem. Também tinha um pressentimento que esta aparição pudesse resultar em alguma tragédia para sua fuga.

Miguel, no entanto, a convenceu que seria melhor não evitar o contato social, mas que caso necessário poderiam partir para mais longe, para os Estados Unidos, se surgissem quaisquer suspeitas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Baixar eBooks

Anterior Índice Próximo

Baixar eBook (R$9,90)

O que achou do resumo?
Ficou com alguma dúvida?
Qual a sua interpretação do texto?
Deixe seu comentário no final desta página ;)

Adquira os eBooks para
ter acesso total ao conteúdo
e contribua com nosso trabalho ;)

Clique aqui para
visitar nossa Livraria Virtual